Óleo Essencial de Alecrim

Imagem meramente ilustrativa

Alecrim

Nome científico: Rosmarinus officinalis
Nome comum: Alecrim
Família:
Myrtaceae
Origem: Espanha, regiões mediterrânicas
Partes da planta utilizadas para destilação: Folhas                               Origem do óleo essencial: Açores

Aroma: Aromático, herbáceo, fresco

Saúde:
• Ação neuromuscular em função da dose (maior quantidade: relaxante muscular, menor quantidade: tónico cardíaco, tónico geral
• Estimulante muscular
• Reumatismo
• Anti-fúngico

Precaução: não usar durante a gravidez e amamentação. Pessoas que sofrem de epilepsia ou hipertensão devem abster-se da utilização.

O óleo de alecrim tem um efeito sensacional na nossa memória. Um estudo realizado pela Universidade Britânica de Northumbria demostrou que a memória de indivíduos que foram expostos ao cheiro de óleo de alecrim foi 60-75% maior em comparação com os indivíduos que não foram expostos à fragrância. Responsável por este aumento é a substância Cineol presente no óleo.
O cheiro estimula a memória prospectiva, que é amplamente responsável pelo desempenho de retenção.

1,8 – CINEOL

A molécula 1,8 – cineole presente no alecrim parece ser a chave para o aumento da memória. Este composto orgânico também é encontrado noutras plantas aromáticas, como louro, eucalipto e salvia e foi mostrado para “sintonizar” a precisão e velocidade do seu cérebro. Além disso, essa substância pode fazer maravilhas em outras áreas da vida.
Por exemplo, atualmente está sendo investigado até que ponto o sofrimento dos pacientes de Alzheimer pode ser aliviado pelo 1,8-cineol, uma vez que a molécula inibe a quebra da substância mensageira acetilcolina. Como você pode saber de lições de química, muitos poderes de memória dependem deste neurotransmissor.

Óleo essencial de alecrim – Demência e doença de Alzheimer

Em pacientes com demência evidenciou-se claramente um aumento na redução da acetilcolina. Esta substância mensageira é responsável pela transmissão de informações entre as células nervosas. A falta de acetilcolina provoca falhas nas trocas de informações através das sinapses. Neste sentido, o óleo de alecrim tem sido tema de numerosos projetos no que concerne a pesquisa de trattamentos para doença de Alzheimer e demência.